domingo, 7 de dezembro de 2008

Acabou o Campeonato Brasileiro...


BATENDO UM BOLÃO
com PAULO GOMES




O QUE RESTA DESSA FESTA...

Fim das chorumelas: Alguém ainda tem dúvidas de que o melhor sistema para um campeonato nacional é o de pontos corridos?
Alguém pode afirmar que o campeão São Paulo e o vice Grêmio, possuem hoje grandes times?
Quem pode defender a tese de que o nível do futebol brasileiro é o mesmo de dez, vinte ou trinta anos atrás?

O campeonato que acaba de encerrar, em minha opinião, veio sepultar definitivamente essas dúvidas. É uma pena que esse excelente sistema de disputa comece a cair no gosto de todos, justamente quando o nível técnico do futebol praticado aqui no Brasil esteja no pior momento da sua história.
Essa pobreza financeira e de mentalidade ferramentas desse balcão de negócios que se tornou o futebol, está matando a galinha dos ovos de ouro deles mesmos.
Os melhores jogadores ou projetos de craques são arrancados de maneira violenta pela força do dinheiro, deixando um vazio enorme de talentos e atrações nos campos daqui pelos gringos que com um punhado de euros ou dólares levam a preço de banana, novas e boas atrações para seus já ricos, motivados e bons campeonatos.
Os jovens torcedores brasileiros começam definitivamente a perder o interesse pelos nossos clubes e campeonatos, passando a torcer e acompanhar tudo de fora: Espanha, Itália e até Inglaterra! Não são mais as camisas do Barcelona, Milan, Real Madrid ou Inter de Milão que vemos nas ruas, mas também do Chelsea, Manchester United, Arsenal!

O campeonato que o limitadíssimo time do São Paulo acaba de levantar, foi um dos mais duros de se assistir de todos os tempos! Aí os mais desavisados e precipitados dirão: “mas foi emocionante, equilibrado”... E eu direi: nivelado por baixo!
Assusta-me o defensivismo dos times, a volúpia para as faltas violentas e antijogo, os ferrenhos desarmes, a velocidade bestial – na verdade correria desenfreada - , os carrinhos, o impressionante número de expulsões e até as goleadas conseqüências de defesas muito ruins, presas fáceís até para ataques medíocres. Além dos treineiros enroladores, cheios de lero-lero e pouquíssima inventividade.
Craque do campeonato, quem foi?.. Craque mesmo quem foi?... Nunca foi tão difícil fazer uma escolha... Antes a dificuldade era pelo excesso de bons candidatos, agora pela escassez completa.

E para encerrar a coisa, os erros de arbitragem que beneficiaram sobretudo ao São Paulo e a mácula da dúvida de um possível tentativa de suborno ao árbitro Vágner Tardelli que apitaria São Paulo x Goías e foi afastado por precaução depois que descobriram uma possível manipulação no resultado desse jogo. Coisa que lamentavelmente foi resumida e abafada na piada de um pacote que conteria, não dinheiro, mas um 'mimo' que seria ingressos para o show de Madonna!

Eu estou seriamente preocupado. No momento em que o produto futebol tenta ser vendido de todas as maneiras pela força da mídia, pelos sócio$ desse grande negócio, é triste constatar que a qualidade desse produto é cada vez pior. E nesse panorama de desequilíbrio, todos perdem. Até eles, os primos ricos e donos da bola, que ao infestarem seus campeonatos de craques importados, acabam por enfraquecer suas seleções, pois não há espaço para os nativos. Aqui e em países como Argentina, Uruguai, Paraguai e alguns países africanos, observa-se o enfraquecimento dos campeonatos locais e das nossas seleções por esse êxodo maldito em massa.
Pela exportação e importação exageradas, a coisa está literalmente feia para todos.


PARA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES,VAMOS COM MUITO ESFORÇO ESCALAR A SELEÇÃO DO CAMPEONATO: VICTOR (GRÊMIO), VÍTOR (GOIÁS), THIAGO SILVA (FLUMINENSE), ANDRÉ DIAS (SÃO PAULO); RAMÍREZ (CRUZEIRO), HERNANES (S.PAUL0), WÁGNER (CRUZEIRO) E ALEX (INTERNACIONAL); MARQUINHOS (VITÓRIA) E KLÉBER PEREIRA (SANTOS)
TÉCNICO: MURICY RAMALHO (SEM CONCORRENTES) - CRAQUE: HERNANES (S.PAULO) - REVELEÇÃO: MARQUINHOS (VITÓRIA)



3 comentários:

Bruno disse...

e acabou da melhor maneira possível. "Hexa-Tri" Campeão e ainda ver o Vasco ser rebaixado em São Januário!

Como diria um membro da prole dos Anisio: "Ai eu vou pra galera..."

Abraços

manosantto disse...

Mas a crise futebolística não passa exclusivamente no futebol da terrinha e sim em todo o mundo, ou vai me dizer que Manchester é um time que dá gosto (confrontando com o futebol das décadas citadas por ti) de se ver?
Há muito o esporte chamado futebol passou a ser outro, mas com o mesmo nome.
Assistir os campeonatos lá de fora dá dó. Só é aplaudido por quem gosta de glamour, pois quem conhece futebol fica arrepiado com a porcaria que é.

Deo Filho disse...

Putz imagino o sofrimento de voces.Eu que nao entendo nada e nem perco meu tempo torcendo, ja acho que tá uma MERDA, imagina voces torcedores fieis?Pra voce ver o quanto eu entendo de futebol:Medio Volante = Volante usado no Play Station para jogos de corrida.
Como sempre Paulo vc está certissimo!!
Abraço