domingo, 23 de janeiro de 2011

Poesia














DESTRUIDOR DO MUNDO


O Homem:
destruidor do mundo,
não sabe nem por quê
mais não pode parar
o Homem :
capacidade pura,
inteligência rara,
mas não sabe usá-las
Impune,
ele vai destruindo
o que é de todos nós,
o nosso habitat
florestas, seres humanos,
animais e mares,
o que ele ver na frente
“a ordem é executar!”
não pensa em quem
não quer ter,
o fim que se desenha :
destruição total !
não sabe,
que o final dos tempos,
o dito apocalipse
é ele que faz
inconsciente,
vai semeando
a extinção da vida,
depois irá colher
não admite que é na Natureza,
que está a força viva
da vida dos humanos
não respeita a obra do Divino
tudo que ele nos deu ,
e vai destruindo ...
agonizado,
irá se arrepender
mas já será tarde
não haverá o que fazer ...

Paulo Gomes - 31/01/86

0 comentários: