sábado, 25 de junho de 2011

POESIA FALADA - TERRA RACHADA




TERRA RACHADA
De Paulo Gomes
Narração Ewerton Mattos


É Sertão
     sol vermelho, muita sede
     árida vegetação
     terra rachada ...

Céu azul, canaviais
     mandacaru
     meninos de barriga inchada
     terra rachada ...

Falta água, falta pão
     sobra fé no meu “Santo Antão”
     terra rachada ...
 
     Casebres de pau-a-pique
     pau-de-arara
     benzedeiras, reza, procissão
     missa enjoada,
     terra rachada
 
Macaxeira, gengibre
     coco, cabaça e melão
     jabá e milho verde,
     a feira é sortida,
     mas a mesa farta,
     é só sonho, ilusão
     terra rachada ...

     Asa Branca, Pintassilgo,
     papa-Capim e Rouxinol
     Coruja, Pombo do Mato,
     Urubu-Rei : carniça á vista !
     terra rachada

Sivuca de mil forrós
      Dominguinhos,
      Osvaldinho do acordeão,
      repentistas,
      Luiz Gonzaga, “Rei do Baião’
      terra rachada ... 
 
Muié-dama, rapariga
     “batê de coxa”,
      brega, briga !
      terra rachada ...
 
 Borborema, Caruaru
      Exu e Cariri
      Sergipano “cara larga”
      Lampião e Padim Ciço
      cearense “cabeça chata”
      terra rachada ... 

Nordestino, sofredor
     “paciência, meu sinhô” ...
     “é antes de tudo, um forte”...
      quando chove dá pinote,
      de alegria, de emoção
      terra rachada ...  

 8/7/87



OUÇA TAMBÉM OUTROS POEMAS E TEXTOS NARRADOS NA VOZ DE EWERTON MATTOS NO SITE  www.boaprosa.com.br

2 comentários:

Achel disse...

Terra Rachada, um belíssimo poema que já devia estar, há muito, nas páginas de um livro. Terra Rachada, senão vai ficar por aí a perder de vistas nesta nossa terra nossa também já tão rachada, avexada, impregnada de poesia. Parabéns, meu amigo, grande trabalho.

Paulo Gomes disse...

Valeu, muito obrigado mesmo! Um abraço!