domingo, 26 de outubro de 2008
















O MAIOR GÊNIO DA IMITAÇÃO!
Por Paulo Gomes

Em toda atividade , em toda profissão, em toda função, existe a figura do Mestre, aquele que se torna referência, ponto de partida.
No humor brasileiro temos os mestres da piada (Costinha Ary, Toledo, Zé Vasconcelos), os da comédia pastelão (Oscarito, Grande Otelo, Ronald Golias), da caracterização e criação de tipos o inigualável Chico Anysio.
Mas na categoria imitador, também temos um que se diferencia de todos, por ter sido o primeiro e sem dúvida o mais completo.
Pela técnica até mediúnica, extraterrestre de fazer o maior número de vozes diferentes com muita inteligência, deboche e sobretudo perfeição...
Quer um religioso? Um cantor ? Um personagem do cinema ?
Pode ser o rabino Henry Sobel, João Gilberto, Zé do Caixão?...
E que tal alguns de desenho animado para a criançada? : Manda Chuva, Batatinha, Fred e Barney, Bob Pai e Boby Filho, Os Jetsons. Figuras do rádio? Zé Bétio, Gil Gomes, Fiori Gigliotti e José Silvério. E figurões da política ? Paulo Maluf, Jânio Quadros... Representantes do jornalismo Paulo Francis, Sérgio Chapelin, Paulo Henrique Amorim... Do próprio humor Professor Raimundo. E aquela inesquecível jurada de programa de calouro? Aracy de Almeida... Que saudade do trapalhão Zacarias...

Pois bem, somente um humorista, um imitador de grande capacidade, que extrapola a esfera do talento e passa a ter características mediúnicas pode como se fosse uma antena potente captar e reproduzir vozes, semblantes e trejeitos de tantos personagens diferentes.

Esse Gênio da imitação tem nome composto triplo e apelido embutido entre eles: Carlos Roberto Isaías, o ‘Escova’.

Sim, o cara que ao lado do grande parceiro Tatá, o Nelson Tatá Alexandre brilhou no Show de Rádio, no Balancê e no Perdidos na Noite!Como eram gostosas aquelas noites de sábado nos anos 80.

Tatá e Escova reproduziam aquilo que se chama de 'perfeito casamento artístico": O gordo e o magro, Oscarito-Othelo, Pelé e Coutinho, Roberto e Erasmo, Vinicius-Toquinho.
A graça e o deboche. A técnica e o carisma. O menino e o moleque!
O País passava por momentos de muita dificuldade e precisava de muito humor e de piada inteligente para ajudar o povo a se divertir e a refletir ao mesmo tempo. E aí entrava o gênio do Escova. O Mestre de Serginho Leite, de João Kleber, da turma do Café com Bobagem e do pessoal do Pânico que na época ainda eram fraldinhas...
Técnica, molecagem, consciência, informação e muita, muita graça...
Sai Capeta!!! Que o Seu Zé do Bicho, pede passagem...

Ele ainda tem muito que fazer para ver estampado nos rostos dos brasileiros, um largo e gostoso sorriso.
Com a técnica, com o talento extraordinário esse cara legal, esse artista nota MIL vai de novo percorrer o Brasil e de ponta a ponta ir aonde o povo estar para fazê-lo, um pouco menos sofrido, aliás, muito, muito mais feliz!!!!!!

Este é um artista brasileiro de primeiríssima GRANDEZA:

CARLOS ROBERTO ESCOVA!!!



SONHO REALIZADO: ENTREVISTEI O MEU ÍDOLO ESCOVA!

Tive o prazer de realizar um sonho. O de falar para o meu ídolo aquilo que sempre desejei. Primeiro de agradecer por tantas e tantas gargalhadas que ele me proporcionou e pela influência direta na minha opção de tentar fazer no rádio, na minha profissão aquilo que com a maestria de um craque ele sempre fez.
Fiz as perguntas que sempre desejei e expressei a ele a minha grande admiração pelo seu trabalho. Isso graças a obstinação de um amigo que fiz aqui pela internet na comunidade que criei para homenagear os grandes mestres do riso, a GÊNIOS DO HUMOR.
Um rapaz chamado Felipe Martinelli, jovem paulista estudante de comunicação, muito inteligente e dedicado começou a desenvolver um trabalho de pesquisa sobre o rádio e a TV nos anos 80 e ficou no eixo: ‘Balancê’ e ‘Perdidos na Noite’ programas de rádio e TV que sacudiram o Brasil com Osmar Santos, Juarez Soares, Faustão e a na minha visão os dois principais responsáveis por toda aquela explosão de criatividade e irreverência, a maior dupla de imitadores do humor brasileiro em todos os tempos: Tatá e Escova.

O Felipe conseguiu entrevistar muitos desses personagens como a produtora Lucimara Parisi, o apresentador Juarez Soares e o que chamo de "as jóias da coroa" Tatá e Escova!


Para a entrevista com o Escova (Foto 03) , o intrépido Felipe montou uma engenharia admirável. Armou uma espécie de entrevista ao vivo com auditório como nos bons tempos do Balancê e do "Perdidos na Noite". Com o apoio e logística da simpática Família Lenharo da cidade de Ourinhos onde atualmente mora e trabalha o Carlos Roberto Escova.
O Felipe nos colocou na conexão via Skype. Resultado da brincadeira?... Quase quatro horas de um papo maravilhoso e divertidíssimo que vocês podem ter o privilégio de ouvir baixando o áudio no link que colocaremos abaixo.
Foi um bombardeio dessa verdadeira máquina de reproduzir vozes e tipos. Escova nos presenteou com uma aula sobre o humor. Teorizando e fazendo os tipos na prática com imitações impagáveis e perfeitas e de uma linha de humor inteligente que faz as pessoas pensarem, como aliás bem destaca nessa palestra que foi esse encontro inesquecível.


Ouçam é só o que peço.


ESCOVA EM AÇÃO NO PERDIDOS! IMPERDÍVEL:






http://www.youtube.com/watch?v=4ERqkFeg3Pc&feature=related





Simplesmente coisa de Gênio!





















































1 comentários:

manoel disse...

Rapá, concondo com vc, a obra deste cara realmente é sensacional.